terça-feira, 25 de janeiro de 2011

E tenho dito


Não sei porque teimam em pôr tantos defeitos nas coisas que supostamente nos fazem felizes. Sempre me disseram que não há relacionamentos iguais, que não nos podemos guiar por padrões ou porque vimos alguém que nos é conhecido agir de determinada maneira. Lá por um casal gostar de ir 3 vezes ao cinema, em vez do considerado normal "ir de vez em quando", não quer dizer que não funcione para eles. As pessoas são diferentes, os casais são diferentes uns dos outros. Se há uns que conseguem e resistem a relações à distância, outros não. Mas isso não quer dizer que não se amem, e que não queiram estar juntos, simplesmente a sua forma de conjugar as coisas é diferente.
Nunca julguei a relação de ninguém, porque não há duas iguais. As pessoas são todas diferentes e os casais também funcionam de maneira diferente. O que é certo para nós, pode não ser para o nosso vizinho do lado.
Eu nunca conseguiria estar numa relação de longa distancia, e nunca lidei bem com a falta de mensagens, de carinho e atenção... logo não me vou juntar com alguém que não me dê isso. Tal como há pessoas que só querem uma curte, e outras querem encontrar o verdadeiro amor.
Qual é o certo? Todas essas opções, porque todos somos diferentes, todos temos necessidades diferentes e todos merecemos AMAR.

2 comentários:

Left disse...

Concordo contigo. Cada casal é como é e não tem de seguir os padrões só porque existe uma maioria a fazer "isto".
Há que viver os momentos como ambos preferirem, mesmo que isso signifique passar os sábados em casa, por exemplo. Se isso os satisfaz, porque não?
O facto de não fazerem o que os restantes fazem não significa falta de amor um pelo outro e isso é que é o mais importante, é que haja amor, independentemente de como vivem a relação.

Pompi disse...

Quando se ama a sério a distância é um mero obstáculo que apenas fortalece a relação. Eu acredito piamente nisto porque estou a vivê-lo intensamente. Acho que mais vale esperar, se valer a pena espera-se. "O que são seis meses comparados com uma vida?" (estou sempre a dizê-lo!)

Parabéns pelo blogue! estou a adorar!